Dragão Tigre

SEÇÕES

Nova vacina contra a dengue será aplicada pelo SUS? Veja o que já se sabe

A vacina Qdenga, novo imunizante contra a dengue, já começou a ser aplicado na rede privada

A nova vacina contra a dengue já começou a ser aplicada na rede privada | Reprodução/Internet
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

O imunizante Qdenga, nova vacina contra a dengue da empresa japonesa Takeda Pharma, já começou a ser aplicado na rede privada e está disponível em laboratórios privados de todo o Brasil. O novo imunizante foi aprovado em março pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o primeiro aprovado no país para um público amplo.

Outra vacina já havia sido aprovada anteriormente, mas é recomendada apenas para quem já teve a doença. A Qdenga é voltada também para pessoas nunca tiveram contato com o vírus da doença. De acordo com a Associação Brasileira de Clínicas de Vacinas (ABCVAC), o valor do imunizante deve variar entre R$ 350 e R$ 500 para o consumidor final, de acordo com cada estado. Já a imunização gratuita no Sistema Único de Saúde (SUS) deve ser disponibilizada a partir de 2025, segundo o Ministério da Saúde.

Com funciona a Qdenga

Nos testes feitos com a vacina da Takeda Pharma, após 12 meses da aplicação da segunda dose, ela demonstrou eficácia geral de 80,2% contra a dengue. Segundo estudos, a vacina diminuiu as hospitalizações em 90%. A Qdenga é feita de versões atenuadas dos quatro diferentes sorotipos do vírus da dengue.

"A demonstração da eficácia da vacina Qdenga tem suporte principalmente nos resultados de um estudo de larga escala, estudo de fase 3, randomizado e controlado por placebo, conduzido em países endêmicos para dengue, com o objetivo de avaliar a eficácia, segurança e imunogenicidade da vacina", destacou a Anvisa.

O novo imunizante é indicado para pessoas com idade de 4 a 60 anos, tanto para quem já teve como para aquelas pessoas que nunca tiveram a doença. Ela é aplicada num esquema de duas doses, com intervalo de três meses entre ela. Grávidas e mulheres que estejam amamentando não devem tomar a vacina. Quem estiver com o sistema imunológico fraco, devido a doenças ou medicamentos, também não devem ser vacinados.

Efeitos colaterais

Pessoas que já tomaram a vacina reclamaram de alguns efeito colaterais, como dor e vermelhidão no local da aplicação, mal-estar, dores e cabeça e muscular e fraqueza. Algumas pessoas também  apresentaram febre. A agência sanitária europeia, EMA, afirma, no entanto, que estes efeitos colaterais são de gravidade leve a moderada e desaparecem em poucos dias. Além disso, eles são mais comuns depois da aplicação da primeira dose.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
Dragão Tigre Mapa do site