PG jogos

SEÇÕES

Ex-marido mandou matar galerista após perder testamento, aponta investigação

No dia 15 de janeiro, o empresário americano de 75 anos foi encontrado morto em sua casa, no Jardim Botânico, com perfurações causadas por arma branca, como tesouras, estiletes e chaves de fenda.

Ex-marido mandou matar galerista após perder testamento, aponta investigação | FOTO: Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

A investigação da Polícia Civil do Rio de Janeiro apontou que o assassinato do galerista Brent Sikkema foi orquestrado pelo ex-marido Daniel Garcia Carrera, que em maio de 2022 deixou de ser beneficiário da herança após decisão da vítima, e diante disso contratou um amigo para efetuar o crime. 

No dia 15 de janeiro, o empresário americano de 75 anos foi encontrado morto em sua casa, no Jardim Botânico, com perfurações causadas por arma branca, como tesouras, estiletes e chaves de fenda. Três dias depois,  Alejandro Triana Prevez, contratado por Daniel, foi preso na cidade de Uberaba, em Minas Gerais. 

Leia Mais

Conforme a Polícia Civil, com a mudança, Brent destinou um US$ 1 milhão ao primeiro ex-marido e o restante da fortuna para o filho, que só terá acesso aos bens aos 30 anos. Por e-mail, Daniel disse para Brent, que queria US$ 6 milhões por ter sido casado com ele - o que não aconteceu. 

Nesse meio tempo, Alejandro — que conheceu Daniel em Cuba, após trabalhar em uma das casas do ex-casal — tinha se mudado para o Brasil. Dava aulas de espanhol e fazia entregas em São Paulo. Em depoimento, ele afirmou que retomou o contato com Daniel de maneira casual.

Brent Sikkema e o ex-marido Daniel Garcia Carrera | FOTO: Reprodução

“Daniel soube da vida do Alejandro, que era uma vida de dificuldades e se aproveitando disso aqui no Brasil. Já veio falando que estava separado, que estava em processo de litígio com o Brent, e o Alejandro foi envolvido naquela história. E foi proposto para ele esse homicídio”, disse Gregório Andrade, advogado de Alejandro.

Alejandro receberia US$ 200 mil pelo crime, o equivalente à cerca de R$ 1 milhão, entre outras recompensas. “Esses US$ 200 mil, ele pensava em comprar uma casa na Espanha”, disse a defesa de Alejandro.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
PG jogos Mapa do site